ZILDO GALLO

 -  - ZILDO GALLO
Total Visualizações: 35801
Texto mais lido:
BEIJA-FLOR - Total: 422
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 1093
10 Autores mais recentes...
JUAN CARLOS
DARLAN BEZERRA PILAR
JOSÉ ROBERTO DA SILVA
VALDINEI DA SILVA CAMPOS
JOSÉ MARIA AMARANTO
MILTON JORGE DA SILVA
CELSO GABRIEL DE TOLEDO E SILVA
MARIA DE SOUZA CEZAR
EVERALDO JOSÉ CAVALHEIRO PAVÃO
JOSE JOÃO BOSCO PEREIRA
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 1598800
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 260902
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 135571
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 113179
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 94723
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 61418
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 35801
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 33147
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 32475
657 ELIO MOREIRA
ELIO MOREIRA
Total: 29795
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 99
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

RESENHA: Aimó, o caso da menina sem nome


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

De repente, uma menina encontra-se sozinha num mundo desconhecido, onde não conhece ninguém e ninguém sabe quem ela é. Isso acontece com uma garota nascida na África e levada ao Brasil como escrava. Subitamente ela acorda num lugar estranho onde moram os orixás e os espíritos dos mortos que esperam a hora de seu renascimento. Ela não lembra o próprio nome nem se lembra de sua família. Por isso ela ganha o nome Aimó, “a menina que ninguém sabe quem é”. Tudo o que ela quer é voltar ao seu mundo de origem, mas para que isso seja possível, ela partirá numa longa jornada pelos tempos mitológicos, guiada por Exu e Ifá, e, com isso, acompanhará de perto muitas aventuras vividas pelas divindades africanas. Dessa forma ela reunirá o conhecimento necessário para fazer uma escolha que lhe permitirá partir para uma nova reencarnação.

Este é o enredo de Aimó: uma viagem pelo mundo dos orixás, de Reginaldo Prandi, onde o autor conduz o leitor a uma agradável introdução sobre a rica cultura dos orixás, repleta de mitos que mostram as virtudes e os vícios presentes nas divindades africanas que espelham os vícios e virtudes de todos nós seres humanos.

Exu e Ifá, filhos de Olorum, senhor supremo do mundo dos orixás, são escalados pelo pai para guiar a menina para que ela escolha uma das aiabás (orixás femininos) que a aceite como mãe adotiva, condição necessária ao seu desejado retorno ao mundo dos vivos. Assim, o belo livro Aimó conta histórias ancestrais, muito antigas, trazidas da África pelos escravos e preservadas no Brasil pela nossa riquíssima tradição oral.

Trata-se de uma obra de fácil leitura e, eu diria, indispensável para aqueles que desejam iniciar-se na compreensão desse universo mágico das religiões originárias do continente africano. É uma obra importante para o momento histórico vivido pelo Brasil, em que grassam muitas formas de preconceitos em relação à cultura dos brasileiros afrodescendentes. O livro de Reginaldo Prandi vem para afirmar a importância de se criar no país uma união na diversidade, com respeito às diferenças; a imensa diversidade cultural é que torna a cultura nacional bela e rica.

PRANDI, Reginaldo. Aimó: uma viagem pelo mundo dos orixás. São Paulo: Seguinte, 2017.

REGINALDO PRANDI, paulista de Potirendaba, é professor de sociologia na USP e autor de mais de trinta livros de sociologia, mitologia, literatura infantil e outras obras de ficção. Recebeu da SBPC, do MinC e do CNPQ o prêmio Érico Vannucci Mendes por seu trabalho de preservação da memória cultural do Brasil.

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de ZILDO GALLO:
(RE)(IN)VOLUÇÃO: grandes almas Autor(a):
A árvore de beija-flores, o sabiá distraído, o gavião certeiro e o gambá do meu condomínio Autor(a):
A conversão de São Francisco: uma loucura divina Autor(a):
A empresa do futuro e a produção de valores sustentáveis: ou vai ou racha! Autor(a):
A FOME E O PAPEL Autor(a):
A guerra pela água: Grande São Paulo versus Região de Campinas (2015) Autor(a):
A HORA DA AVE MARIA Autor(a):
A HUMANIDADE ASSOMBRADA Autor(a):
A INCRÍVEL SAGA DO PEIXE BOTINA Autor(a):
A LUA E O MAR Autor(a):
A mamadeira de manga e o coquinho da macaúba Autor(a):
A MENINA QUE PASSAVA Autor(a):
A moralidade do mercado ou para quem o crime compensa Autor(a):
A origem mítica do nome da cidade de Atenas (Grécia): um tributo à agricultura Autor(a):
A OUTRA GUERRA Autor(a):
A POESIA (o poeta e sua sina) Autor(a):
A POESIA (o poeta e sua sina) Autor(a):
A PROCURA DO POETA Autor(a):
A riqueza e a diversidade: uma discussão sobre o valor das floresta na economia de mercado Autor(a):
A sonda New Horizons, o rebaixamento de Plutão, o rapto de Perséfone e o Tarô Mitológico Autor(a):
AFETOS ABORTADOS Autor(a):
AFIRMAÇÃO (Smithiana mão invisível) Autor(a):
ÁGUA PARA TODOS Autor(a):
ÁGUA: UM POEMA À CONSCIÊNCIA Autor(a):
ÁGUAS DE OUTUBRO (via crucis) Autor(a):
ALÉM DAS SOMBRAS DA CAVERNA Autor(a):
ANÉIS DE SATURNO Autor(a):
ANTAGONISMOS Autor(a):
AO MINEIRINHO POETA Autor(a):
ÁRVORE SECA Autor(a):