PAULO FONTENELLE DE ARAUJO

 -  - PAULO FONTENELLE
Total Visualizações: 34873
Texto mais lido:
A CIDADE POSSÍVEL - Total: 356
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 3167
10 Autores mais recentes...
VALERIA BRITO BULHOES ROCHA
SUELEN LUIZ DE OLIVEIRA
EDENICE SANTOS DA SILVA
LUIZ CARLOS DE OLIVEIRA
DIONILDO DANTAS
VALMIR APARECIDO SAMBO
WALLACE MARINS
DEIVID
IVONE DETTMANN GONCALVES
HERBERTEEN SANTOS
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 3655407
657 ELIO MOREIRA
ELIO MOREIRA
Total: 482351
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 477770
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 465027
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 237247
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 147180
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 129436
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 69602
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 60749
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 59022
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 146
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

OS IDOSOS SÃO LIVRES


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Os idosos são livres
e perderam os dentes
ou melhor, o suor deste senhor
não desce pelas reentrâncias do seu rosto,
antes se evapora,
porque tudo é mais seco
e o idoso anda pelo deserto
da subida rumo à farmácia.

Ele não morrerá hoje,
sentará naquele banco,
que já viu muitos tipos de velhos,
aqueles de outros mundos,
dos carecas, dos corcundas
que cantam uma canção baixinho.
Mundos diferentes deste que agora treme
- não é a sua mão esquerda -
onde toda perda de memória é uma gripe leve.

Mas hoje a cor roxa murcha no senhor senil,
ou um controle remoto está em seus sapatos.
Ele anda
vê também algumas crianças que fecham os olhos
e eis por aqui mais um futuro decrépito
para amolar os vira-latas
que sentem o cheiro da senilidade
e de línguas fora das bocas.

(O idoso acordou às dez da manhã.
Ele não morrerá hoje,
as dez da manhã é muito tarde,
para morrer, tomar café,
procurar os óculos).

(A velhice quando encontra os óculos,
avisa aos seguranças dos edifícios
e avisa também que todos os seus filhos,
do sexo produtor das madrugadas;
todo o tempo antes dos inchaços,
das varizes pregadas as calças,
vieram de seus olhos habilitados
a ver demais).

Hoje o idoso não vê mais nada,
ele abre a farmácia às onze da manhã,
cumprimenta os funcionários.
Eles criaram os remédios:
o “FOSFOSOL” para a memória,
o “Óleo de Rícino” desde criança,
o “1 MINUTO” para os dentes,
mas não há mais dentes.

A memória do idoso retorna
na subida para a farmácia.
Todos estamos livres dos próprios dentes.
As gengivas reinam de modo pleno,
enfim abertas, enfim roxas.

O idoso lê tudo ao redor,
pensa em entrar em contato com o mundo
e pedir enfim a liberdade
pela sua conduta
na organização criminosa chamada:
"A ideia de curto prazo vencerá".

DO LIVRO: "CRIANÇA, SUBSTANTIVO SOBRECOMUM"

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de PAULO FONTENELLE DE ARAUJO:
20 DE JANEIRO DE 1983 Autor(a):
A BELEZA, QUARTA DIMENSÃO Autor(a):
A CEGONHA Autor(a):
A CIDADE POSSÍVEL Autor(a):
A DESCONSTRUÇÃO Autor(a):
A FORÇA DO CIÚME Autor(a):
A FORMIGA ALHEIA Autor(a):
A INVENÇÃO DO FUTEBOL Autor(a):
A MÁQUINA DO TEMPO Autor(a):
A MULHER DO LOUCO Autor(a):
A MÚMIA Autor(a):
A PISADA DO GIGANTE Autor(a):
A PRIMAVERA DAS FADAS Autor(a):
A SONDA AMERICANA VOYAGER I Autor(a):
A TEVÊ LIGADA Autor(a):
ALGUMAS PRINCESAS Autor(a):
ALMA SURDA Autor(a):
ALMA SURDA Autor(a):
AMO A VIDA COMO WALT WHITMAN Autor(a):
AMOR ATO VINTE Autor(a):
AMOR AOS DOZE ANOS Autor(a):
AMOR ATO CINCO Autor(a):
AMOR ATO DEZ Autor(a):
AMOR ATO DEZENOVE Autor(a):
AMOR ATO DEZESSEIS Autor(a):
AMOR ATO DEZESSETE Autor(a):
AMOR ATO DEZOITO Autor(a):
AMOR ATO OITO Autor(a):
AMOR ATO ONZE Autor(a):
AMOR ATO SEIS Autor(a):
Banner aniversariantes

Aniversário Hoje

Aniversariante de Hoje DALILA DO NASCIMENTO DOS SANTOS
Aniversariante de Hoje MOISÉS ANTÓNIO