Total Visualizações: 1604
Texto mais lido:
UM TEOREMA DE PITÁGORAS - Total: 51

Amigos Recentes

492 MARIA HILDA DE J. ALÃO1121 THALYA SANTOS622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO3 JÚLIO CÉSAR DE ALMEIDA VIDAL1 CLÁUDIO JOAQUIM DOS SANTOS BRAGA2 ANA PAULA SANTOS74 ANA CLAUDIA SANTOS DE LIMA BRAGA
Meus amigos...
Efuturo: Banner inicial para personalizar. 324 Todos os textos de: PAULO FONTENELLE DE ARAUJO
Busca Geral:
     
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!

 
Imprimir Texto
Total Votos: 0
Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

RAÍZES HUMANAS


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

A morte do meu pai
entortou o Ipê branco em frente de casa.
A árvore foi parar no meio da rua,
mas ainda floriu naquele ano.
Sempre que eu olhava a planta pensava:
“Meu pai também era meio torto.”
Chamei um jardineiro
para corrigir o torcido.
O jardineiro não conhecia ipês,
e nem conhecia o meu pai.
Tentou tudo e, sem avisar,
cortou o tronco no talo.
Não paguei pelo mal serviço.
Fui então para o dicionário
procurar a lógica do vergado
e conheci o nome oculto da árvore:
Tabebuia,
que em língua indígena poderia significar
“madeira triste”
ou “lençol de flores”.
 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login.
Total de visualização: 24
[ 30 ] Texto
Votos Poesia Leitura Publicação
0 RAÍZES HUMANAS 24 20/10/2018
0 DELÍRIO DE PEIXE 34 15/10/2018
0 A CIDADE POSSÍVEL 24 13/10/2018
0 EM 1970 NO BRASIL 20 08/10/2018
0 MUNDO DIGITAL 9 06/10/2018
0 A BELEZA, QUARTA DIMENSÃO 5 05/10/2018
0 NO MEIO DA CHUVA 14 02/10/2018
0 MONTANHAS CARIOCAS 11 01/10/2018
0 OS VOADORES 11 30/09/2018
0 A LISTA 5 30/09/2018
0 ULTIMAS 16 28/09/2018
0 LADEIRA DA MEMÓRIA 11 27/09/2018
0 SAUDADE ATO QUATRO 11 26/09/2018
0 OS IDOSOS SÃO LIVRES 10 24/09/2018
0 OS DEZENOVE DO FORTE DE COPACABANA 6 24/09/2018
0 É CÂNCER, PORÉM 7 24/09/2018
0 PRINCESAS EM SÃO PAULO 6 24/09/2018
0 OUTRO POENTE 12 19/09/2018
0 PRIMEIROS DOCES 4 18/09/2018
0 OUTROS PALHAÇOS 3 18/09/2018
0 O SÍTIO 20 15/09/2018
0 DISCURSO DE ANIVERSÁRIO 17 12/09/2018
0 AMOR ATO CINCO 17 11/09/2018
0 O TEOREMA 10 11/09/2018
0 O VIAJANTE 11 11/09/2018
0 MOSCOU EM 1917 12 09/09/2018
0 SEM MOLDURAS 10 08/09/2018
0 O ASFALTO DOURADO 8 08/09/2018
0 UM CASAMENTO 9 07/09/2018
0 AS MENINAS 10 07/09/2018

Parceria:

Academia Gonçalense de Letras, Artes e Ciências.