PAULO FONTENELLE DE ARAUJO

 -  - PAULO FONTENELLE
Total Visualizações: 20429
Texto mais lido:
A CIDADE POSSÍVEL - Total: 235
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 2207
10 Autores mais recentes...
WALLACE MARINS
DEIVID
IVONE DETTMANN GONCALVES
HERBERTEEN SANTOS
DALILA DO NASCIMENTO DOS SANTOS
CLEITON CARVALHO DE JESUS GONSALVES
LUIZA NASCIMENTO ABREU
MARCO PAULO VALERIANO DE BRITO
ALHOSAL
JUAN CARLOS
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 2689340
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 339643
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 246368
657 ELIO MOREIRA
ELIO MOREIRA
Total: 154884
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 136663
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 120297
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 117302
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 49738
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 43670
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 43513
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 169
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

A FORMIGA ALHEIA


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Um dia a formiga não precisou pensar
tudo estava em seu lugar.
O mundo se encaixara,
as paredes eram extensas
e o formigueiro a obra perfeita
se ajustara a todas
cada casta possuía sua tarefa.

Hoje uma formiga não precisa pensar,
mas de vez em quando...
ela pode parar
e passar às outras
o feromônio de algo como:
“Estamos aqui!”
Mensagem rápida
na trilha de comida.

Hoje uma formiga já formiga,
ela não precisa pensar,
apenas casualmente,
(as formigas são obreiras,
a rainha é obreira,
títulos não existem),
qualquer operária transmite
uma satisfação como dizer:
“Agora pra frente!”
Alguma outra formiga terá a ideia
sentirá por instantes,
a felicidade alheia
e talvez abaixe antenas
sem interromper a tarefa
(nada cessará o serviço,
foi acertado no período Jurássico,
em um consenso de carapaças)

Uma formiga não precisa pensar,
por motivos longe da sua evolução,
talvez levante a cabeça,
em milésimos de ócio
e surgirá algo como:
“Sou igual a formiga à frente
a formiga no meu calcanhar é igual a mim.
Vivemos em um período dócil”.

Uma formiga não precisa pensar,
apenas ocasionalmente
quando se reproduzem,
a rainha à vista,
do chão todas percebem:
“Os machos voam!
Que lindo! Que lindo!
Mas tudo bem... tudo bem...”

A formiga jamais entende o porquê dos machos.
“Por que somente eles parecem morrer?”

DO LIVRO: AS ONDAS AMAM

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de PAULO FONTENELLE DE ARAUJO:
20 DE JANEIRO DE 1983 Autor(a):
A BELEZA, QUARTA DIMENSÃO Autor(a):
A CEGONHA Autor(a):
A CIDADE POSSÍVEL Autor(a):
A DESCONSTRUÇÃO Autor(a):
A FORÇA DO CIÚME Autor(a):
A FORMIGA ALHEIA Autor(a):
A INVENÇÃO DO FUTEBOL Autor(a):
A MÁQUINA DO TEMPO Autor(a):
A MULHER DO LOUCO Autor(a):
A MÚMIA Autor(a):
A PRIMAVERA DAS FADAS Autor(a):
A SONDA AMERICANA VOYAGER I Autor(a):
A TEVÊ LIGADA Autor(a):
ALGUMAS PRINCESAS Autor(a):
ALMA SURDA Autor(a):
ALMA SURDA Autor(a):
AMO A VIDA COMO WALT WHITMAN Autor(a):
AMOR ATO VINTE Autor(a):
AMOR AOS DOZE ANOS Autor(a):
AMOR ATO CINCO Autor(a):
AMOR ATO DEZ Autor(a):
AMOR ATO DEZENOVE Autor(a):
AMOR ATO DEZESSEIS Autor(a):
AMOR ATO DEZESSETE Autor(a):
AMOR ATO DEZOITO Autor(a):
AMOR ATO OITO Autor(a):
AMOR ATO ONZE Autor(a):
AMOR ATO SEIS Autor(a):
AMOR ATO TRÊS Autor(a):


Banner aniversariantes

Aniversário Hoje

Aniversariante de Hoje SUZETTE RIZZO