ELIO MOREIRA

 -  - ELIO MOREIRA
Total Visualizações: 31021
Texto mais lido:
ALMA CONSELHEIRA - Total: 404
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 1693
10 Autores mais recentes...
JUAN CARLOS
DARLAN BEZERRA PILAR
JOSÉ ROBERTO DA SILVA
VALDINEI DA SILVA CAMPOS
JOSÉ MARIA AMARANTO
MILTON JORGE DA SILVA
CELSO GABRIEL DE TOLEDO E SILVA
MARIA DE SOUZA CEZAR
EVERALDO JOSÉ CAVALHEIRO PAVÃO
JOSE JOÃO BOSCO PEREIRA
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 1625759
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 263140
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 137512
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 113352
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 95436
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 63237
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 36241
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 33440
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 32823
657 ELIO MOREIRA
ELIO MOREIRA
Total: 31021
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 311
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

A MORTE DA LAGOA - Lagoa do Violão Torres - RS


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

A MORTE DA LAGOA
Lagoa Violão – Torres – RS

Lagoa do Violão, localizada
no centro de Torres, área nobre deste paraíso,
uma bela vista para moradores e visitantes
é um dos preferidos cartões postais da cidade,
mas que infelizmente agoniza em morte lenta
pelo descaso das autoridades a quem compete preservá-la
e aqui neste caso autoridades relapsas e incompetentes,
elas que deveriam resguardá-la a deixam abandonada
e suas águas apodrecidas já se encontra esverdeadas,
peixes a tempos morreram asfixiados pelo esgoto
que para ela são direcionados, autoridades que se elegem
e pensam que basta a grama em roda mandar cortar
ou colocar mais um poste de luz para suas margens iluminar.

Isto se chama enganar o bobo, pois todos os dias
um empregado da prefeitura, de macacão e bem equipado
rodeia suas margens com uma máquina roçadeira em punho,
este até faz o devido trabalho que é manter a grama alinhada,
mas este cuidar parece aqueles colírios para os olhos
de quem foi operado de catarata, apenas para refrescar.

Basta olhar para a água para se certificar,
apodrecida, o mau cheiro não dá para aquentar,
a fauna já não existe, a não ser alguns biguás
que por serem fortes persistem em ali ficar,
mas que estão tiscos a morrer de fome
pois não existe sequer um lambari
para que eles possam se alimentar.

Eu vejo, por vezes, um senhor bem aprumado,
com uma prancheta e papéis na mão
que fica uns minutos suas águas a observar,
penso ser algum técnico do meio ambiente
que por ali está a zanzar, verificando a realidade
e fazendo anotações para a morte da Lagoa evitar.

Vã ilusão, não sei se é a mando de alguém,
mas na verdade os passantes está a enrolar
e ali na sombra cumpre horário de trabalho
simplesmente deixando o tempo passar,
mas para as pessoas que passam
a primeira impressão é que ele de fato
com a Lagoa está a se preocupar.

Eu todos os dias em suas margens estou a caminhar
e como há tempos tornei-me um escritor,
busco em suas belezas me inspirar,
mas eu parei, isto já não acontece,
o mau cheiro, lixo, o esgoto escorre
em um constante, dia e noite
misturando-se as águas que,
estão apodrecidas, de um podre esverdeado,
uma espuma branca e fedorenta se aglomera
nas beiras da margem empestando a paisagem,
espuma que é formada pelo sabão e detergentes,
pela introdução de todo tipo de produtos químicos.

Peixes que haviam de todos os tamanhos
já não existem, peixes que eu ficava sentado
por horas observando suas reviravoltas a flor da água,
e já faz tempo não consigo nenhum avistar, tartarugas,
se desesperam, se amontoam sem encontrar alimento
e os biguás que ali ainda insistem em permanecer,
nadam o dia inteiro de ponta a ponta em um mergulhar,
os peixes pequenos que eram o seu sustento
pereceram envenenados e os coitados esfomeados
persistentemente por eles vivem a procurar,
mas infelizmente estão também morrendo,
eu vi vários boiando em estado de putrefação,
coisa que ajuda a água da Lagoa a contaminar.

Os governantes de Torres
precisam depressa se alertarem
Para este belo cartão postal salvar.

07 – 12 - 2013
Elio MoReira -_ Torres - RS opb - Brasil

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de ELIO MOREIRA:
- O OTIMISMA Autor(a):
A Capital Brasileira do Balonismo. Autor(a):
A FAVOR DA LEI Autor(a):
A GRAMA DO VIZINHO Autor(a):
A HORA É AGORA Autor(a):
A M I G O S Autor(a):
A MORTE DA LAGOA - Lagoa do Violão Torres - RS Autor(a):
ALEGRIA, EMOÇÃO E ORGULHO Autor(a):
ALMA CONSELHEIRA Autor(a):
AMIZADE E FELICIDADE Autor(a):
AMOR E POESIA. Autor(a):
AMOR VIRTUAL Autor(a):
APOLOGIA DA VIDA Autor(a):
ARTE DE VIVER Autor(a):
ARTE Y POESIA Autor(a):
AS CORES DE MEU AMOR Autor(a):
BELEZA NÃO PÕEM NA MESA Autor(a):
CIDADE PAIXÃO. Torres - RS - Meu Paraíso Autor(a):
CINEASTAS Autor(a):
COMPARAÇÕES Autor(a):
CONQUISTAR AMIGOS Autor(a):
CUIDADO COM DITADOS Autor(a):
CUIDE DO QUE É SEU Autor(a):
DENOMINADOR COMUM Autor(a):
DESAFIO ACEITO - - DIA DA MULHER Autor(a):
DESISTO Autor(a):
DEUS. PERDOE-ME! Autor(a):
DIÁLOGO Autor(a):
E S P E R A N Ç A Autor(a):
EL FRUCTIFICACIÓN DE LOS VALORES Autor(a):