ALBERTO DOS ANJOS COSTA

 -  - ALBERTO DOS
Total Visualizações: 22068
Texto mais lido:
Agradecimentos! - Total: 282
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 929
10 Autores mais recentes...
ELIZABETH PEREIRA DA SILVA
ELLENDRA VALENTINE
ONIVAN BARBOSA PANTOJA
ADALTO FREITAS
PERGENTINO JUNIOR
MARIA DO SOCORRO DOMINGOS
PAOLA CAMILA DOS SANTOS ESQUIVEL
SALETE APARECIDA DOS SANTOS
TAMARA SCARLAT PEREIRA DE SOUZA
CRISTHIANY RODRIGUES DE OLIVEIRA
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 907893
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 172666
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 107881
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 67603
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 41951
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 31122
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 22068
385 ANDRADE JORGE
ANDRADE JORGE
Total: 19153
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 18937
247 VANESSA  SOARES
VANESSA SOARES
Total: 18469
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 63
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

Noites Frias


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Com o corpo já dormente, aquecido no doce lar,
estás tão protegido, que se esqueces de notar,
nestas noites frias, muitos em sua penitência,
debaixo das marquises, desvalidos vão pedir clemência,
muitos desempregados, no constrangimento da derrota,
desilusões e amarguras, lhe fizeram perder a rota.

Você com lindos sonhos, não consegue imaginar,
o quanto é feliz, não tendo o direito de reclamar,
aqueles desamparados, com insônias, sem o que comer,
sentirão na carne, neste inverno o que 'é sofrer.

O seu despertar é de alegria e esperançar,
um novo dia acontecendo 'a lhe abençoar,
os desterrados fechando os olhos, para não sentir
a triste realidade, pois é mais um dia a lhe excluir,
sobrevivendo na mediocridade, e sem luz no seu porvir.

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de ALBERTO DOS ANJOS COSTA:
A Idade da Inocência Autor(a):
A noite Autor(a):
A Outra Autor(a):
Abnegação Materna Autor(a):
Aborto Negligenciado Autor(a):
Acordes Autor(a):
Adolescência Autor(a):
Afetuosa Amizade Autor(a):
Agradecimentos! Autor(a):
Agrado Autor(a):
Agravo Autor(a):
AIDS Autor(a):
Alberto dos Anjos Costa Autor(a):
Aliança Autor(a):
Alienação Autor(a):
Alma Santa Autor(a):
Alquimia do Amor Autor(a):
Alternâncias Autor(a):
Altivos Monumentos Autor(a):
Alvo Sentenciar Autor(a):
Amigo Especial Autor(a):
Amigos Autor(a):
Amizade Autor(a):
Amor Autor(a):
Amor Proibido Autor(a):
Amor Proibido Autor(a):
Amor sem Registro Autor(a):
Aniversariante Autor(a):
Anjos Autor(a):
Anjos Rebeldes Autor(a):