RUI WERNECK DE CAPISTRANO

431 -
Total Visualizações: 864
Texto mais lido:
O patíbulo - Total: 226
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 52
10 Autores mais recentes...
VALDINEI DA SILVA CAMPOS
MILTON JORGE DA SILVA
CELSO GABRIEL DE TOLEDO E SILVA
MARIA DE SOUZA CEZAR
EVERALDO JOSÉ CAVALHEIRO PAVÃO
JOSE JOÃO BOSCO PEREIRA
RUAN VIEIRA
FERNANDO DANIEL FRANCO DE CAMARGO
ELIAS OLIVEIRA DE JESUS
MARISA BARBOSA CAJADO
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 1327899
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 239393
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 111000
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 106890
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 86409
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 48262
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 31005
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 29440
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 28109
385 ANDRADE JORGE
ANDRADE JORGE
Total: 24422
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 142
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 2
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

Gran desertão: nichos


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Os pensadores – Platão está entre Ave, palavra, do Guimarães Rosa e Memórias Póstumas de Brás Cubas, do Machado de Assis. O breviário da decomposição, do Cioran, está entre Variedades do Valéry e Com o diabo no corpo, do Radiguet. Indo nesse tom e por esse caminho chego à conclusão de que nicho é o ninho das águias. Quem encontra o seu nicho é bem visto mesmo que ele esteja no alto do penhasco e debruçado sobre o mar revolto. Alguém empunhará o binóculo e acompanhará o nascimento dos filhotes, os cuidados da mãe e o primeiro voo deles. Poderá até fazer um documentário para o canal de televisão especializado em animais. Olho de novo e vejo que A arte de amar, do Erich m, está entre o Delírio dos búzios, do Alexandre Marino, e Descrição de uma luta, do Franz Kafka. E vai me dando um desânimo de não ter nicho, de ver que o clima está mudando para outono, de ver que o céu já acusa o azul que induz a fazer coisas.
Mas, é engraçado, enquanto estou aqui escrevendo parece que tudo funciona. É só descer e ver todo mundo se agitando na rua, com tantos interesses dissonantes, que já me bate o desânimo. Vejo que as pessoas estão colocando uma coisa entre outras duas, igual faço com os livros. Só que as coisas das pessoas são outras. Imagino que coloquem a viagem para a Europa entre uma ida ao supermercado e um programa de televisão. Não há conexão possível. Sou marginal e queria estar dentro do rio, na terceira margem.
É igual jogar sinuca com a cabeça noutro lugar. Você olha as bolas, a mesa, a luz, o taco, o giz, a luva. E tudo parece distante. Sem função. Estou aqui, mas queria estar noutro lugar. Se estivesse lá, quereria estar aqui. Porque nada parece merecer atenção e concentração. Dá um branco total radiante na cabeça e, mesmo diante da feitura de um poema, da descoberta de um livro legal, não se tem ação. Fica o dito pelo não lido, o sem resposta pelo não perguntado. Fica tudo muito vago entre o nascimento do filho da Angélica e do Hulk, o julgamento do Michael Jackson e a morte do líder separatista checheno em ação militar. Nichos.

Rui Werneck de Capistrano, escrevendo adoidado pra não endoidar (Clube de Autores)

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de RUI WERNECK DE CAPISTRANO:
A sorte favorece os audazes Autor(a):
Esboços a carvão numa manhã muito cinzenta Autor(a):
Gran desertão: nichos Autor(a):
O patíbulo Autor(a):
quiuspariu Autor(a):
Ulisses em busca do tempo perdido Autor(a):