TÂNIA DU BOIS

212 -
Total Visualizações: 7446
Texto mais lido:
A ARTE DE FAZER EXISTIR O FIM - Total: 277
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 203
10 Autores mais recentes...
DEIVID
IVONE DETTMANN GONCALVES
HERBERTEEN SANTOS
DALILA DO NASCIMENTO DOS SANTOS
CLEITON CARVALHO DE JESUS GONSALVES
LUIZA NASCIMENTO ABREU
MARCO PAULO VALERIANO DE BRITO
ALHOSAL
JUAN CARLOS
DARLAN BEZERRA PILAR
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 2587407
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 330067
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 234026
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 126733
657 ELIO MOREIRA
ELIO MOREIRA
Total: 125981
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 119333
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 114361
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 48038
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 42296
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 42178
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 38
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

TRAÇOS INSTIGANTES: paisagens x imagens


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Tomo como exemplo a fotografia das crianças sentadas de frente para o mar. Elas estão totalmente integradas à paisagem. A sensação que essa imagem produz, é a de serem “engolidas” pela paisagem, de tão pequenas que se tornam diante do mar; verdadeiros traços instigantes.
A mesma imagem permite outra revelação, a de que a paisagem é tão ampla que a minha imaginação se apresenta num tempo onde há o jogo entre o sentimentalismo e a hora do clik, permitindo-me admirar no espaço a bela imagem do ser diante da paisagem, enquanto arte, e a perceber a diminuição do ser, enquanto traços instigantes.
Momento artístico, descrito através da imagem como movimento, também encontrado na literatura nos traços instigantes da poesia. alguns poetas descrevem a paisagem e homenageiam a grandiosidade do momento, com Douglas Mansur ”... fotografo com os olhos / Revelo no pensamento / Amplio no coração / Distribuo com os lábios e com as mãos / Eternizando os momentos da história”.
A hora do clik registra traços instigantes em que se considera o tempo como o melhor momento, porque, sem amarras, junta o passado ao presente na expectativa de que o futuro seja construído com suas apropriadas verdades.
Busco nos traços instigantes respostas, em diferentes campos e, assim, emocional e culturalmente me fortaleço ao nutrir equilíbrio entre a paisagem e a reflexão da imagem, como relevância e suporte à mente e ao valor que a arte tem na posteridade; não como doação e sim pela qualidade que desempenha em minha vida. Douglas Mansur revela, “Fotografo no claro / Revelo no escuro / Amplio na luz vermelha /Na luz do passado vejo a história”.
Interessante como as pessoas interpretam de maneira diferente uma mesma paisagem. Enquadram a imagem com o objetivo mobilizador do pensamento, dando o toque pessoal à fotografia.
Atualmente, quando vista uma paisagem considerada interessante, a imagem é registrada através do aparelho celular e, imediatamente, colocada nas redes sociais. Essa é uma das variantes do mundo moderno. No entanto, há a tendência de que o uso do celular para fotografar e divulgar traços instigantes estigmatiza comportamentos ditos despojado, não sendo algo culturalmente relacionado à arte, o que seria comprovado apenas pela sensibilidade de cada um.
Traços instigantes: imagem x paisagem, ganha como aliado o aparelho celular no possibilitar desvelar com habitualidade o momento de contemplação. É impacto que põe em xeque a motivação versus arte, emoção versus momento. Que, sem rotulações abre portas para a imaginação em leque de possibilidades para atribuir significado aos traços diferentes, esculpidos através da vivência, com o poder transformador das artes, como escreveu Margarida Reimão, “Uma realidade marcada na moldura de um quadro...”

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de TÂNIA DU BOIS:
A arte da Escolha Autor(a):
A arte da SIMPLIFICAÇÃO e a beleza da SIMPLICIDADE Autor(a):
A ARTE DE FAZER EXISTIR O FIM Autor(a):
A ARTE DE FAZER EXISTIR O FIM Autor(a):
A BUSCA da BELEZA Autor(a):
A CARTA Autor(a):
A casa Autor(a):
A CIDADE Autor(a):
A COR do INVISÍVEL ( II ) Autor(a):
A COR do INVISÍVEL (I) Autor(a):
A IMAGINAÇÃO É SUFICIENTE PARA DESCREVER O MUNDO? Autor(a):
AMORES versus HORAS Autor(a):
ARTE: Discussão Literária Autor(a):
ARTE: VOCAÇÃO E PAIXÃO Autor(a):
AS APARÊNCIAS ENGANAM Autor(a):
AS MÃOS Autor(a):
ATRÁS DA NOITE Autor(a):
AUTÓGRAFOS Autor(a):
AVESSO A MÁS NOTÍCIAS Autor(a):
CASSINO DA MAROCA Autor(a):
CENA de RUA: livro de imagens Autor(a):
CONSTRANGER & ser CONSTRANGIDO Autor(a):
CONVERSANDO sobre SEXUALIDADE Autor(a):
CONVERSAR com o TEMPO Autor(a):
COR no ESCURO Autor(a):
DIA FORA de HORA Autor(a):
DIAS PERDIDOS Autor(a):
DOR Autor(a):
Elogiar Autor(a):
EM PASSOS PESSOAIS Autor(a):


Banner aniversariantes

Aniversário Hoje

Aniversariante de Hoje JUNIOR SILVA