DIRCEU DETROZ

 -  - DIRCEU DETROZ
Total Visualizações: 62470
Texto mais lido:
BAILARINA - Total: 320
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 1358
10 Autores mais recentes...
SALETI HARTMANN
ELIZABETH PEREIRA DA SILVA
ELLENDRA VALENTINE
ONIVAN BARBOSA PANTOJA
ADALTO FREITAS
PERGENTINO JUNIOR
MARIA DO SOCORRO DOMINGOS
PAOLA CAMILA DOS SANTOS ESQUIVEL
SALETE APARECIDA DOS SANTOS
TAMARA SCARLAT PEREIRA DE SOUZA
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 1057684
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 205194
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 109118
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 74845
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 62470
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 37714
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 25363
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 24318
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 22853
385 ANDRADE JORGE
ANDRADE JORGE
Total: 21474
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 83
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

DESRESPEITANDO OS MACACOS (Crônica de 2007)


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

De repente, fomos beliscados e caímos na real. Os humanos ainda não se veem como uma raça única. Aos olhos dos “seres superiores”, somos um amontoado de tribos diferentes, e de diversas cores espalhadas pelo planeta.

Esta visão, vez ou outra, resulta em discussões acaloradas sobre o racismo. Que desaparecem dos noticiários com a mesma velocidade que surgiram. No Brasil, o racismo é um crime. O estranho é que nossos livros de História, no capítulo da escravidão, não falam de crime ou racismo. Não se envergonham. Nem pedem perdão.

Ultimamente é moda associar pessoas da cor negra aos macacos. Ou usar o simbolismo do seu alimento preferido. As bananas. O DNA das duas espécies provou que somos apenas 2% diferentes.

É provável que eles não possuam os genes da hipocrisia que os humanos exibem com glamour no dia a dia. Nossas hipocrisias se fartam nas comparações. E cometemos um grande erro quando associamos o racismo apenas com a cor da pele. O racismo se alimenta do “diferente”. Basta você estar fora do padrão.

Com a História documentada dos últimos cinco mil anos, é fato que não temos motivos para comemorar. Como uma raça que se intitulou de “superior”, chegamos até aqui da pior maneira possível. Sem compreender o significado de Humanidade.

Tenho uma certeza. A luz da razão, os macacos se sentiriam envergonhados quando fossem comparados com qualquer humano. Não atirariam bananas em nossas cabeças. Não somos merecedores de tamanho desperdício de alimento.

Os macacos não fazem guerras. Nãos abandonam os filhotes recém-nascidos em sacos de lixos ou caixas de sapatos. Não matam os filhotes adolescentes, jogados pelas janelas dos edifícios. Ou para receber alguma herança.

Os macacos não atiram na cabeça de ninguém depois de um assalto. Não dirigem embriagados e matam no trânsito. Não estupram suas fêmeas. Não são governados por corruptos. Não são eles que estão destruindo seu habitat.

Praticando o crime do racismo, centralizado nos macacos, estamos cometendo um grande desrespeito com a raça deles. Um tipo de racismo ao inverso. E como “raça superior”, deveríamos nos envergonhar de agir dessa maneira. Olhar o próprio rabo.

Quando a essência humana permite de limpezas étnicas a genocídios. Permite nossas imbecilidades motivadas pela cor da pele, religião, poder ou em nome de um Deus, eu me sentiria feliz se me comparassem com os macacos. Porque a luz da razão seria impossível que fossemos aceitos entre eles. E condenados à extinção.

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de DIRCEU DETROZ:
A "IA" NÃO SERÁ UM MENINO BONITO Autor(a):
A ALMA A SINGULARIDADE E O FUTURO Autor(a):
A CHEGADA Autor(a):
A EQUAÇÃO DA ALMA Autor(a):
À ESPREITA Autor(a):
A INDUSTRIA GENÉTICA NÃO É FICÇÃO Autor(a):
A INFÂNCIA DOS LIVROS Autor(a):
A LIZZ DO DIR Autor(a):
A MENINA NA JANELA Autor(a):
A NOITE DE ONTEM Autor(a):
A NOSSA IDADE DAS TREVAS Autor(a):
A NOSSA LÍNGUA PORTUGUESA Autor(a):
A REALIDADE E A FICÇÃO Autor(a):
A SENHA Autor(a):
A SENHA Autor(a):
A UTOPIA CÓSMICA Autor(a):
A VAGINA DO PICASSO (Um conto nada intelectual) Autor(a):
A VARIÁVEL ESQUECIDA Autor(a):
A VARIÁVEL HUMANA Autor(a):
A VEZ DAS CIGARRAS Autor(a):
A VEZ DAS CIGARRAS Autor(a):
A VIDA PREGA PEÇAS Autor(a):
A VISITA Autor(a):
A VISITA DO APOPHIS Autor(a):
AÇÃO Autor(a):
AFOGAMENTO Autor(a):
AFOGAMENTO Autor(a):
AGARRAR Autor(a):
AINDA É ELA Autor(a):
AINDA FALTAM PALAVRAS Autor(a):