DIRCEU DETROZ

 -  - DIRCEU DETROZ
Total Visualizações: 105172
Texto mais lido:
BAILARINA - Total: 464
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 1579
10 Autores mais recentes...
MILTON JORGE DA SILVA
CELSO GABRIEL DE TOLEDO E SILVA
MARIA DE SOUZA CEZAR
EVERALDO JOSÉ CAVALHEIRO PAVÃO
JOSE JOÃO BOSCO PEREIRA
RUAN VIEIRA
FERNANDO DANIEL FRANCO DE CAMARGO
ELIAS OLIVEIRA DE JESUS
MARISA BARBOSA CAJADO
FATIMA HELUANY ANTUNES NOGUEIRA NOGUEIRA
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 1322412
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 238990
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 110912
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 105172
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 86159
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 47990
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 30897
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 29369
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 28004
385 ANDRADE JORGE
ANDRADE JORGE
Total: 24326
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 165
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

ALICE OU FLORBELA (Crônica escrita em setembro de 2012)


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Dias desses recebi um e-mail. Queriam saber em qual candidato votarei para prefeito. O e-mail teve o mesmo destino que 95% das bobagens que recebo. Primeiro a caixa de lixo eletrônico. Depois exclusão sumária e sem dó.

Hoje, sem mandar nenhum e-mail, eu vou perguntar. Se você hipoteticamente pudesse substituir a tua dualidade, esse “euzinho” escondido dentro de cada um de nós, quem você gostaria de ser? Alice ou Florbela? As duas são provas definitivas da existência dessa dualidade.

Calma, eu explico. Florbela Espanca era uma poetisa portuguesa. Alice é a mocinha quase imortal de “Resident Evil”. Quem já leu Florbela Espanca levante o dedo? Hum! Quem já viu Alice, ou melhor, Mila Jovovich? Ah! Agora sim, vejo muito mais dedinhos levantados.

Talvez, sem carregar essa dualidade, a realidade virtual não seria tão atrativa. Nem a mocinha Alice, e nem as poesias de Florbela existiriam. Só mesmo os labirintos do nosso eu interior são capazes de criar raridades como as duas. Com a diferença que Alice é virtual e fictícia. Florbela Espanca era real.

Descer ao nosso eu interior é uma aventura inigualável. Um passeio único. É preciso ter o cuidado de não pensar que se está num videogame. Nossos diabinhos já podem desacorrentar-se por consoles, teclados ou cliques. Chaves são coisas do passado. Basta um descuido, e tudo foge do nosso controle. Alice e Florbela são mestras nesses passeios.

Em “Resident Evil 5: Retribuição”, ou nos quatro anteriores, Alice é sempre uma incógnita. Criamos um vínculo com ela. Em 99% dos casos, esse vínculo é com a heroína. No entanto, Alice está mais para nosso subconsciente do que heroína. Nossos diabinhos se alimentam dos seus medos. Todos nós temos nossas “Umbrella Corporation”. Nossos “T-Vírus”. Enquanto “mata”, Alice está brigando com a Alice dentro dela. Nada diferente do nosso dia a dia.

Florbela Espanca, também conhecia seus diabinhos. Ao contrário de Alice, não matava meio mundo de brincadeira. Com sonetos e rimas, às vezes amargas, outras vezes doces, Florbela espremia e expulsava seus medos. Com certeza essa mulher temia que seus diabinhos engolissem sua alma. Almejava o céu, e tinha um pé no inferno. Nada diferente do nosso dia a dia.

No soneto “Minha Culpa” ela diz: “Sei lá! Sei lá! Eu sei lá bem/Quem eu sou?! Um fogo-fátuo, uma miragem.../Sou um reflexo... Um canto de paisagem/Ou apenas um cenário! Um vaivém...” Florbela se dizia “um verme que um dia quis ser astro”. E termina como um autêntico Ser Humano. “Sou mais um mal, sou mais um pecador...”

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de DIRCEU DETROZ:
A "IA" NÃO SERÁ UM MENINO BONITO Autor(a):
A ALMA A SINGULARIDADE E O FUTURO Autor(a):
A CHEGADA Autor(a):
A CULPA NÃO É DOS OSSOS - Crônica escrita em 2014 Autor(a):
A EQUAÇÃO DA ALMA Autor(a):
À ESPREITA Autor(a):
A GENÉTICA DIVINA Autor(a):
A INDUSTRIA GENÉTICA NÃO É FICÇÃO Autor(a):
A INFÂNCIA DOS LIVROS Autor(a):
A LIZZ DO DIR Autor(a):
A MAÇA DO CONHECIMENTO Autor(a):
A MENINA NA JANELA Autor(a):
A NOITE DE ONTEM Autor(a):
A NOSSA IDADE DAS TREVAS Autor(a):
A NOSSA LÍNGUA PORTUGUESA Autor(a):
A OBRA-PRIMA DO PERDÃO Autor(a):
A REALIDADE E A FICÇÃO Autor(a):
A SAGA DO SOM ESTÉREO Autor(a):
A SENHA Autor(a):
A SENHA Autor(a):
A UTOPIA CÓSMICA Autor(a):
A VAGINA DO PICASSO (Um conto nada intelectual) Autor(a):
A VARIÁVEL ESQUECIDA Autor(a):
A VARIÁVEL HUMANA Autor(a):
A VEZ DAS CIGARRAS Autor(a):
A VEZ DAS CIGARRAS Autor(a):
A VIDA PREGA PEÇAS Autor(a):
A VISITA Autor(a):
A VISITA DO APOPHIS Autor(a):
AÇÃO Autor(a):