PAULO FONTENELLE DE ARAUJO

 -  - PAULO FONTENELLE
Total Visualizações: 16040
Texto mais lido:
A CIDADE POSSÍVEL - Total: 189
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 1802
10 Autores mais recentes...
IVONE DETTMANN GONCALVES
HERBERTEEN SANTOS
DALILA DO NASCIMENTO DOS SANTOS
CLEITON CARVALHO DE JESUS GONSALVES
LUIZA NASCIMENTO ABREU
MARCO PAULO VALERIANO DE BRITO
ALHOSAL
JUAN CARLOS
DARLAN BEZERRA PILAR
JOSÉ ROBERTO DA SILVA
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 2225595
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 302952
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 198501
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 116851
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 107206
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 96648
657 ELIO MOREIRA
ELIO MOREIRA
Total: 69932
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 43746
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 38824
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 38643
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 171
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

A BELEZA, QUARTA DIMENSÃO


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Nunca visitei Nova York.
Nova York não existe.
Ela é um ponto de luz
na foto escura do planeta,
um retrato de calendário,
o filme na tevê,
e minha palavra contra a tua,
que afirma conhecer a cidade
ter andado pela Quinta Avenida,
ter visto esquilos no Central Park.

(Nova York não existe.
Sua existência é substrato daquilo que concebo,
teias de aranha em cantos que asseio.
Na casa de praia no litoral da Bahia
reparo um Baiacu oculto nas pedras
e penso:
“O Baiacu existe!”
Se ele não estivesse na minha frente
não seria o peixe.
Seria uma ideia balão,
uma fotografia,
uma imagem no filme da tevê).

A cidade de Nova York não existe,
presumi que existia,
ludibriado pela luz
da imagem televisiva.
Isto foi antes de ver certa lua cheia,
- brilhava mais do que as luas
dos últimos 60 anos -
e pensar:
“O satélite não se incomoda com Manhattan,
com a Times Square
e ele se garantiu mais ainda
porque eu o descobri.
É outro baiacu luminoso
no oceano do universo"

Nova York não tem coberturas
não testemunho suas luzes.
Ela sobrenada uma nervura,
esconde-se atrás de pedras vaidosas,
mostra formas bizarras,
porque nada daquilo são ruas.
Se há transeuntes,
eles saem de um metrô
de estações aparentes.

DO LIVRO:"ADVERSOS E OUTROS MOMENTOS"

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de PAULO FONTENELLE DE ARAUJO:
20 DE JANEIRO DE 1983 Autor(a):
A ALMA SURDA Autor(a):
A BELEZA, QUARTA DIMENSÃO Autor(a):
A CIDADE POSSÍVEL Autor(a):
A DESCONSTRUÇÃO Autor(a):
A FORÇA DO CIÚME Autor(a):
A FORMIGA ALHEIA Autor(a):
A INVENÇÃO DO FUTEBOL Autor(a):
A MÁQUINA DO TEMPO Autor(a):
A MULHER DO LOUCO Autor(a):
A MÚMIA Autor(a):
A PRIMAVERA DAS FADAS Autor(a):
A SONDA AMERICANA VOYAGER I Autor(a):
A TEVÊ LIGADA Autor(a):
ALGUMAS PRINCESAS Autor(a):
ALMA SURDA Autor(a):
AMO A VIDA COMO WALT WHITMAN Autor(a):
AMOR ATO VINTE Autor(a):
AMOR AOS DOZE ANOS Autor(a):
AMOR ATO CINCO Autor(a):
AMOR ATO DEZ Autor(a):
AMOR ATO DEZENOVE Autor(a):
AMOR ATO DEZESSEIS Autor(a):
AMOR ATO DEZESSETE Autor(a):
AMOR ATO OITO Autor(a):
AMOR ATO ONZE Autor(a):
AMOR ATO SEIS Autor(a):
AMOR ATO TRÊS Autor(a):
AMOR ATO UM Autor(a):
AMOR ATO VINTE E UM Autor(a):