THALYA SANTOS

 -  - THALYA SANTOS
Total Visualizações: 94928
Texto mais lido:
AMANHECER NA QUERÊNCIA - Total: 616
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 1269
10 Autores mais recentes...
JUAN CARLOS
DARLAN BEZERRA PILAR
JOSÉ ROBERTO DA SILVA
VALDINEI DA SILVA CAMPOS
JOSÉ MARIA AMARANTO
MILTON JORGE DA SILVA
CELSO GABRIEL DE TOLEDO E SILVA
MARIA DE SOUZA CEZAR
EVERALDO JOSÉ CAVALHEIRO PAVÃO
JOSE JOÃO BOSCO PEREIRA
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 1605450
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 261659
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 135871
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 113227
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 94928
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 62178
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 35938
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 33233
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 32567
657 ELIO MOREIRA
ELIO MOREIRA
Total: 29997
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 145
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

DE MALA E CUIA PELEANDO COM A MORTE


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Vou de mala e cuia para o hospital
De frente enfrentar a morte
E com muita sorte
Num pialo de laço
A morte eu vou espantar
A doença eu irei superar
Vou sorrir cantar e dançar
Embora saiba que a peleia
Há! A peleia vai ser feia!
Mas sou uma gaúcha destemida
Embora cansada de sofrer
De pelear por minha vida
A doença chega sem pedir licença
Derruba-me, leva-me ao chão
A dor física enfraqueçe
A dor da alma machuca o coração
Mesmo fragilizada
Não me entrego
Passos lentos quase parando
Eu continuo lutando!
A morte é traiçoeira
Sou rápida, não levo de bobeira
O hoje? Amanhã será passado
Para relembrar ou ser comemorado.
De mala e cuia vou seguir meu caminho
A rosa tem a beleza e o espinho
Nem tudo pode ser perfeito
No céu tem estrelas a brilhar
Mas nem sempre podemos admirar
Pois elas conseguem se esconder
A lua também é matreira
Assim com a vida é caborteira
Lutar é uma honra um dever
Lutar para bem viver!



Publicado em 03/10/2011

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de THALYA SANTOS:
A ALMA Autor(a):
A CADEIRA DA VOVÓ Autor(a):
A CHUVA NÃO PARA Autor(a):
A CIDADE DORME Autor(a):
A CIDADE MAIS ANTIGA DO RIO GRANDE DO SUL ( CURIOSIDADES ) Autor(a):
A DANÇA DA CANETA Autor(a):
A DESGRAÇADA DA ESTELA Autor(a):
A DIFERENÇA DE LADRÃO DE GALINHA E DE ROUBAR O PAÍS Autor(a):
A DOR QUE SUFOCO EM MEU PEITO Autor(a):
A ESCADA Autor(a):
A ESCOLA DA VIDA Autor(a):
A FORÇA DA AMIZADE Autor(a):
A HERANÇA Autor(a):
A HISTÓRIA DA VELHA Autor(a):
A HISTÓRIA DO PIÁ Autor(a):
A IMPORTÂNCIA DO QUASE Autor(a):
A LUA FOI DORMIR Autor(a):
A MADRUGADA Autor(a):
A MAGIA DA NOITE Autor(a):
A MENINA E HISTÓRIA Autor(a):
A MINHA AMIGA AMARILLIS Autor(a):
A MORTE Autor(a):
A MORTE NÃO INTERROMPE A VIDA Autor(a):
A PALHAÇA Autor(a):
A PERERECA GELADA Autor(a):
A POESIA DO NADA Autor(a):
A POESIA ME ABRAÇA Autor(a):
A POESIA ME ABRAÇA Autor(a):
A PORTA TRANCADA Autor(a):
A RUA Autor(a):