Total Visualizações: 660004
Texto mais lido:
VIAJANTE - Total: 1514

Amigos Recentes

1121 THALYA SANTOS622 SANTO VANDINHO385 ANDRADE JORGE477 ADEMYR BORTOT587 RODRIGO GIOVANI BORCHARDT284 MARLI  FIORENTIN3 JÚLIO CÉSAR DE ALMEIDA VIDAL444 DRILLY MANFRE
Meus amigos...
Efuturo: Banner inicial para personalizar. 190 Todos os textos de: DIRCEU DETROZ
Busca Geral:
     
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!

 
Imprimir Texto
Total Votos: 0

O monstro, a ciência e as reflexões


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Seria comédia uma raça de arrogantes ser apavorada por um monstro só visível no microscópio. Um vírus fez o planeta curvar-se e ficar de joelhos. Impensável, escreveu-se o enredo da escolha: Os que deveriam morrer e os que deveriam viver. É trágico.

Esse monstro foi responsável por outras epidemias. Se a Covid-19 começou na China, nas redes sociais começaram as criadas pelos humanos. Mesmo isolados fomos infectados por epidemias de conspirações. Por epidemias de negações. Por epidemias extremistas. Juntando todas, as redes sociais criaram o monstro perfeito da ignorância. Um bichinho de estimação. Quem quiser pode ter um. A procura é grande.

A ciência foi a primeira a ir ao campo de batalha enfrentar o monstro. Apesar de ser posta em xeque por mitos extremistas, a ciência jamais se permitiu deixar o front. Numa analogia com o título do livro escrito por Erich Maria Remarque, agora já existem novidades no front. Isto não significa que a vitória contra o monstro esteja próxima. Ele já surfa numa segunda onda.

Essas novidades estão na reportagem de capa da revista Veja desta semana: “As respostas da ciência”. Separada dos mitos, a ciência já deu o seu grande primeiro passo para entender o funcionamento do monstro. Os diagnósticos, os tratamentos, os riscos de morte, a contaminação, a prevenção, as mutações do monstro. As possibilidades de vacinas eficazes e quando elas estarão disponíveis.

Também isolados, os pensadores da atualidade dão opiniões e fazem reflexões sobre as causas, as consequências e o mundo pós-pandemia. As causas é onde há mais consenso. Os humanos estão alterando drasticamente o planeta. A sede por progresso e riquezas estão nos fazendo invadir habitats que não deveriam nos pertencer. Uma certeza. Teremos de enfrentar outros monstros invisíveis.

Num artigo transformado em livreto, Yuval Noah Harari chama a atenção para a falta de líderes e os perigos da ascensão dos populistas: “Se a epidemia resultar em maior desunião e maior desconfiança entre os humanos, o vírus terá aí sua grande vitória. Quando os humanos batem boca os vírus se multiplicam”, diz Yuval.

Olhando para o mundo pós-pandemia a palavra que surge é a “cooperação”. Ela é usada tanto por Harari quanto pelo físico Fritjof Capra, autor dos livros “O Tao da Física” e “Ponto de mutação”. Capra ataca a divindade do PIB e as ideologias: “Justiça social não é uma disputa política de direita ou esquerda, mas uma questão de vida ou morte”.

Para o peruano Mario Garcia Llosa Nobel de Literatura, no pós-pandemia o “mundo sairá melhor”. O mesmo Llosa, num artigo chamou o autoritarismo de medieval e culpado pelos riscos de “retornar o mundo à Idade Média”. Por um mundo melhor, é preciso derrotar outros monstros perigosos. Monstros visíveis sem microscópios.

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login.
Total de visualização: 18
[ 30 ] Texto
Votos Poesia Leitura Publicação
0 O monstro, a ciência e as reflexões 18 23/11/2020
0 UM PRESENTE 56 21/11/2020
1 Nossa inteligência é ficção 73 17/11/2020
0 Os biosferanos 191 09/11/2020
1 OUTRAS SENSAÇÕES 71 08/11/2020
0 Destino Terra 217 02/11/2020
1 SENSAÇÕES 161 29/10/2020
0 Um desengonçado Daniel 181 26/10/2020
2 DONO DE MIM 143 24/10/2020
0 Os donos da nossa privacidade 217 19/10/2020
0 Ver é diferente de chegar 244 12/10/2020
0 Da felicidade ao necroceno 244 05/10/2020
1 DEVORADOS 246 02/10/2020
0 DESVIOS 239 30/09/2020
0 Humanos demais 231 28/09/2020
0 BANDEJAS 238 24/09/2020
0 As araucárias do sul 242 21/09/2020
0 As teorias do charuto 308 14/09/2020
5 TEUS CABELOS 289 13/09/2020
0 Mostrando quem somos 264 07/09/2020
1 SETE ANINHOS DA ANALIZZ 262 05/09/2020
0 ESPECTRO 257 04/09/2020
0 INSÓLITO 256 01/09/2020
0 Sobre quando se morre 254 31/08/2020
1 DESEMBARQUE 307 29/08/2020
0 ZANZANDO 272 26/08/2020
0 BUNDÃO 256 24/08/2020
0 O perigo das estrelas 270 24/08/2020
0 TEMPORAL 285 22/08/2020
0 CONJUNÇÃO GELADA 282 21/08/2020