Total Visualizações: 6895
Texto mais lido:
A ARTILHARIA DA DIREITA (5 anos de artilharia) - Total: 471

Amigos Recentes

622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO1121 THALYA SANTOS587 RODRIGO GIOVANI BORCHARDT477 ADEMYR BORTOT613 SEDNAN MOURA440 ARMANDO MUNIZ POETA444 DRILLY MANFRE3 JÚLIO CÉSAR DE ALMEIDA VIDAL
Meus amigos...
Efuturo: Banner inicial para personalizar. 202 Todos os textos de: EACOELHO
Busca Geral:
     
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!

 
Imprimir Texto
Total Votos: 1
Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

CORAÇÃO DE POETA


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Bate no peito do poeta um coração de mãe,
Que vê em todas as coisas o riso e as dores da cria,
Cujos olhos enxergam a essência dos sentimentos,
Muito além do que simplesmente se apresentam.

Bate no peito do poeta um coração que enxerga,
Muito além do que os olhos vêem, muito além,
Muito além das simples cores, bem além do arco-íris,
E diz, grita e explode no apelo dos versos que regurgita.

Coração alado que vaga no passado mais distante,
Rebuscando memórias com as nuanças da poesia,
Que voa pelo infinito porvir, tecendo sonhos e quimeras,
Trazendo imagens, cheiro, cores e sensações ao presente.

Nenhum outro coração tem tamanha empatia,
Capaz de sentir as dores de quem conta desamores,
Sensível as emoções das almas, dos ventos, até dos mares,
Viaja nas emoções alheias como se dele fossem.

Guarda lembranças tantas, muita além das memórias,
Vive os sonhos como a mais nítida e transparente realidade,
Avista muito mais distante que os olhos das rapinas,
Deslumbra e degusta sentimentos como se matéria fosse.

Constrói angústias e aflições só para sentir a dor,
Forja saudade só para sentir o ardume da falta,
Vive paixões imaginárias só para seu deleite,
Dá-se inteiro para supor e experimentar o gosto do dispor.

Eta coração poeta,
Quando mente, primeiramente é para si,
Cria, vive e usufrui as emoções da fantasia,
Inventa e sofre as dores e as delícias das quimeras,
Chora por amor, mesmo que seja alheio.

EACOELHO

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login.
Total de visualização: 180
[ 30 ] Texto
Votos Poesia Leitura Publicação
1 A ARTILHARIA DA DIREITA (5 anos de artilharia) 471 03/04/2018
1 CASULO 204 28/12/2011
1 DESIGUAIS 187 26/12/2011
1 NATAL - DOS CORRUPTOS 129 23/12/2011
1 SEM SENTIDO 140 22/12/2011
1 PARA SEMPRE 147 22/12/2011
1 VEM DE TI 134 28/07/2010
1 AVISO AOS HIPÓCRITAS 169 25/07/2010
1 SEJA FELIZ 137 24/07/2010
1 CÉU DA TUA BOCA 189 20/07/2010
1 CORAÇÃO DE POETA 180 20/07/2010
0 MERCADOR DE ILUSÕES 118 09/07/2010
0 CONCLUSÕES 178 09/07/2010
0 A MULHER QUE EU AMO 186 09/07/2010
0 SEM QUERER 112 04/07/2010
0 SEDUÇÃO 120 04/07/2010
0 O QUE FAÇO AGORA 117 02/07/2010
0 RECORDAR É VIVER 102 01/07/2010
0 PERNAS CRUZADAS 109 30/06/2010
0 COPA DO MUNDO - INDUSTRIA DE EMOÇÕES 182 30/06/2010
0 LADRAO DE ESTRELAS 131 30/06/2010
0 ESTRELA CADENTE 145 30/06/2010
0 DIA SEGUINTE 154 30/06/2010
0 CONTROVÉRSIA 161 30/06/2010
0 CATACLISMA 163 30/06/2010
0 APENAS 167 30/06/2010
0 A MULHER DA MINHA ALDEIA 154 30/06/2010
0 A REDE DO MEDO 182 18/06/2010
0 CAIPIRA 183 18/06/2010
0 CONVERSA DE HOMEM 165 16/06/2010