Total Visualizações: 12803
Texto mais lido:
A ARTILHARIA DA DIREITA (5 anos de artilharia) - Total: 894

Amigos Recentes

622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO1121 THALYA SANTOS587 RODRIGO GIOVANI BORCHARDT477 ADEMYR BORTOT613 SEDNAN MOURA440 ARMANDO MUNIZ POETA444 DRILLY MANFRE3 JÚLIO CÉSAR DE ALMEIDA VIDAL
Meus amigos...
Efuturo: Banner inicial para personalizar. 202 Todos os textos de: EACOELHO
Busca Geral:
     
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!

 
Imprimir Texto
Total Votos: 0
Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

O QUE FAÇO AGORA


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***


Bati a porta sem olhar para traz,
Tomei a rua jurando não voltar jamais,
Rompendo a fantasia, o sonho, o ideal.

Remoí toda paixão, mastiguei os hábitos,
Vomitei toda a história e me fui para sempre,
Lapidando as horas, que não passam,
E esse tempo lento, quase inerte,
Vagando sobre minha cabeça,
Pesando no peito, sufocando o alma.

Jurei não olhar para traz, convicto,
E as lembranças, o que faço com elas?
O que faço quando o coração acalmar,
Quando sossegar a ânsia do ânimo
Quando a saudade apertar, a noite chegar?

O que eu farei amanhã,
Quando a manhã chegar
E não tiver tua voz, para me acordar,
Não tiver teu calor, quando despertar,
Não tiver esses braços, para me apertar,
Não tiver o teu corpo, para me aninhar,
O que eu faço?

O que eu farei amanhã?
Quando mesmo sem querer eu olhar para traz
E for inevitável chorar tua falta,
Amargar a saudade a me atormentar,
Reviver teu abraço e essa boca tão minha,
Sentir o teu cheiro em cada lugar.

O que eu faço agora com a porta fechada,
Com esse orgulho atrevido, incoerente, mordaz,
E essa saudade antecipada, a dor do porvir,
A lembrança macabra que se forma e já machuca.

O que eu faço agora?

EACOELHO

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login.
Total de visualização: 207
[ 30 ] Texto
Votos Poesia Leitura Publicação
1 A ARTILHARIA DA DIREITA (5 anos de artilharia) 894 03/04/2018
1 CASULO 402 28/12/2011
1 DESIGUAIS 360 26/12/2011
1 NATAL - DOS CORRUPTOS 282 23/12/2011
1 SEM SENTIDO 268 22/12/2011
1 PARA SEMPRE 279 22/12/2011
1 VEM DE TI 267 28/07/2010
1 AVISO AOS HIPÓCRITAS 357 25/07/2010
1 SEJA FELIZ 304 24/07/2010
1 CÉU DA TUA BOCA 370 20/07/2010
1 CORAÇÃO DE POETA 316 20/07/2010
0 MERCADOR DE ILUSÕES 208 09/07/2010
0 CONCLUSÕES 322 09/07/2010
0 A MULHER QUE EU AMO 324 09/07/2010
0 SEM QUERER 220 04/07/2010
0 SEDUÇÃO 212 04/07/2010
0 O QUE FAÇO AGORA 207 02/07/2010
0 RECORDAR É VIVER 199 01/07/2010
0 PERNAS CRUZADAS 210 30/06/2010
0 COPA DO MUNDO - INDUSTRIA DE EMOÇÕES 333 30/06/2010
0 LADRAO DE ESTRELAS 220 30/06/2010
0 ESTRELA CADENTE 294 30/06/2010
0 DIA SEGUINTE 316 30/06/2010
0 CONTROVÉRSIA 308 30/06/2010
0 CATACLISMA 310 30/06/2010
0 APENAS 312 30/06/2010
0 A MULHER DA MINHA ALDEIA 301 30/06/2010
0 A REDE DO MEDO 331 18/06/2010
0 CAIPIRA 352 18/06/2010
0 CONVERSA DE HOMEM 313 16/06/2010