Total Visualizações: 7212
Texto mais lido:
DELÍRIO DE PEIXE - Total: 105

Amigos Recentes

492 MARIA HILDA DE J. ALÃO1121 THALYA SANTOS622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO3 JÚLIO CÉSAR DE ALMEIDA VIDAL1 CLÁUDIO JOAQUIM DOS SANTOS BRAGA2 ANA PAULA SANTOS74 ANA CLAUDIA SANTOS DE LIMA BRAGA
Meus amigos...
Efuturo: Banner inicial para personalizar. 324 Todos os textos de: PAULO FONTENELLE DE ARAUJO
Busca Geral:
     
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!

 
Imprimir Texto
Total Votos: 0
Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

A TEVÊ LIGADA


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Clara, 88 anos está perto de morrer, mas há uma tevê ligada em seu quarto no hospital e ela ouve falar do novo creme dental que combate as bactérias que provocam cáries e mau hálito e ouve também sobre um grande lançamento imobiliário em um dos bairros mais chiques da cidade.

“NA COMPRA DE UM APARTAMENTO, AINDA NESTE FIM DE SEMANA, VOCÊ GANHARÁ UM NOVÍSSIMO AR CONDICIONADO!”

Clara chega a pensar, antes de morrer, na suíte deste lançamento imobiliário e em um salão para festas com balões laranjas.
A tevê do quarto permanece ligada. Clara, 88 anos, solteira, recebe a visita de dois sobrinhos adolescentes. Ela possui tantos irmãos, mas avisa aos dois jovens:
- Sei que vou morrer e não quero briga na divisão dos meus bens.
Os dois sobrinhos dizem antes de sair
- Ora , titia! Ninguém vai brigar... e a senhora não está morrendo.
Clara sabe estar nas últimas. Somente uma mulher temente a Deus pode compreender isto: ela vai morrer... mas não desligam a tevê do seu quarto e dali vem a oferta ouro das Casas Pernambucanas:

“HOJE COMO OFERTA UMA IMPRESSORA MULTIFUNCIONAL 3 EM 1 SEM ENTRADA!”

Diante da oferta, Clara, 88 anos, também se sente multifuncional, sem entrada. Queria oferecer pra quem quisesse, a grande peça da sua vida: o grande amor. O amor estava destinado ao Armando.
Armando casou com a prima de Clara, Elizeth. Ela era dez anos mais velha do que ele. Soube enganar àquele homem direitinho por causa da sua aparência juvenil e ainda assim era mais velha do que todos ao redor! Doze anos mais velha do que ela, Clara! E Armando caiu na mentira e preferiu Elizeth.

“A prima Elizeth, debaixo de alguma máscara ou certidão falsa, surgia todas os dias como a mais menina, a mais donzela das donzelas...”

Armando casou-se com Elizeth mais velha e ele soube do engano muitos anos depois, apenas quando a prima morreu, absolutamente debilitada pela idade avançada, pois o tempo não admite camuflagens.
O tempo pode admitir outras camuflagens... um vestuário moderno anunciado agora na tevê:

“E AINDA ESTE LINDO VESTIDO IMPORTADO, DE ALTA QUALIDADE, COM ENTREGA EM TODO PAÍS!"

O vestido poderia ser adequado para cobrir Clara, agasalhar o seu corpo, aprontá-la para a hora final.
Clara lembra outro detalhe, Armando também preferiu ficar com a prima porque desconfiou do aborto de Clara, da gravidez consequente do breve encontro entre os dois.
Naquele dia Clara avisou Armando sobre a possível gravidez e sua contrariedade em ter filhos, pois queria estudar Medicina no Rio de Janeiro e filhos atrapalham a carreira.
Os dois discutiram, Clara ameaçou, brigaram e... no fim, foi somente um atraso de três meses em seu ciclo menstrual. Não havia gravidez nenhuma.
Ela nem poderia saber direito. Não existiam testes de farmácia... mas talvez não precisasse tanta independência do homem da sua vida. Naquele distante ano de 1956, algo não coincida com aquela separação.
Clara sofreu com o câncer. Já passou por duas operações (aqueles meses de atraso menstrual já eram o câncer).
Ouviu os médicos repetirem, ela pode entrar em coma a qualquer momento... Não antes de saber pela tevê ligada em seu quarto:

“VAMOS VER NESTA MATÉRIA A REVISTA 'COZINHAS DO MUNDO' DESTE MÊS. MOSTRAREMOS O QUE A ÍNDIA VAI COLOCAR EM SUA CASA: ERVAS, ESPECIARIAS, ESPIRITUALIDADE E SABOR.”

DO LIVRO: TOUROS EM COPACABANA

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login.
Total de visualização: 63
[ 30 ] Texto
Votos Poesia Leitura Publicação
0 CEMITÉRIO DOS AFLITOS 25 29/12/2018
0 FUTEBOL-REDBOL 41 23/12/2018
0 A ALMA SURDA 74 06/12/2018
0 ALMA SURDA 64 04/12/2018
0 AMOR ATO ONZE 55 02/12/2018
0 SAUDADE ATO DEZ 35 02/12/2018
0 AMOR ATO DEZ 42 02/12/2018
0 PRAGA, LADO NORTE 58 25/11/2018
0 O MENDIGO FRITZ 55 20/11/2018
0 CONTATOS URBANOS 62 17/11/2018
0 O BANDEIRANTE 51 16/11/2018
0 NOVA CHANCE 42 16/11/2018
0 AMOR ATO TRÊS 64 15/11/2018
0 A MÁQUINA DO TEMPO 64 13/11/2018
0 PICHAÇÕES EM SÃO PAULO 47 11/11/2018
0 ATRÁS DO SOBRADO 69 07/11/2018
0 O CULTIVO 50 05/11/2018
0 OS SUBMERSOS 37 05/11/2018
0 PRAGA 53 01/11/2018
0 EM CIMA DO MURO 42 01/11/2018
0 AS CRIANÇAS DO GENERAL MÉDICI 50 28/10/2018
0 A TEVÊ LIGADA 63 25/10/2018
0 RAÍZES HUMANAS 70 20/10/2018
0 DELÍRIO DE PEIXE 105 15/10/2018
0 A CIDADE POSSÍVEL 93 13/10/2018
0 EM 1970 NO BRASIL 85 08/10/2018
0 MUNDO DIGITAL 62 06/10/2018
0 A BELEZA, QUARTA DIMENSÃO 74 05/10/2018
0 NO MEIO DA CHUVA 60 02/10/2018
0 MONTANHAS CARIOCAS 85 01/10/2018