Efuturo: DOM RATÃO NÃO GOSTA DE PÃO

DOM RATÃO NÃO GOSTA DE PÃO

Ora, isso é um desaforo!
Pensa que eu caio nessa?
Isso na despensa é pão velho
E não queijo suíço ou mineiro.

Sou um rato de fina classe
E não há ninguém que passe
A perna pra me enganar.
Pão não é a minha praia,

Além de duro ele engorda...
Quem mandou eu vir morar
Nesta casa de gente pobre.
Agora estou de malas prontas

De mudança pra aquela mansão,
Ali em frente à casa do sacristão.
No armário tem queijo parmesão
Salame, toucinho e pastelão.

Não pensem que é no porão
Que vou morar, não senhores!
É num canto da larga cozinha,
Atrás do armário dos vinhos

Porque eu sou dom Ratão
Um rato de fino paladar.
Com tantas iguarias vou engordar,
Mas já pensei como a gordura evitar.

Farei do escorregador das crianças
Montanha pra minhas escaladas,
Da borda da piscina uma pista
Pra minhas noturnas caminhadas.

Vida como esta é tudo que desejo...
Não me critiquem, pois mal não vejo,
Em querer comer do bom e do melhor,
Porque pão duro é o que há de pior.

Maria Hilda de J. Alão