ALEXANDRE BRUSSOLO

 -  - ALEXANDRE BRUSSOLO
Total Visualizações: 73711
Texto mais lido:
Estrada sem fim (T2938) - Total: 824
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 195
10 Autores mais recentes...
MÁRIO AMÂNCIO AZEVEDO
VERA SALVIANO
SANDRA TAÍS AMORIM DA CUNHA
GURU EVALD
ROBERT THOMAZ
MOISÉS ANTÓNIO
MAGO JAM
DURVALINA CASTOLDI
GILMAR GROSSINI
DEJANILDA DOS SANTOS BARBOSA MARQUEZINO
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 374647
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 101812
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 73711
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 10914
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 8666
247 VANESSA  SOARES
VANESSA SOARES
Total: 8611
375 WILLIAM PEREIRA DE MENDONÇA
WILLIAM PEREIRA DE MENDONÇA
Total: 7728
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 6354
385 ANDRADE JORGE
ANDRADE JORGE
Total: 6249
192 ALCINA MARIA SILVA AZEVEDO
ALCINA MARIA SILVA AZEVEDO
Total: 5173
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 21
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

Carta ao Leitor XIV (T484)

Sabe leitor, fico pensando no dom que Deus deu a cada um, porque ninguém nasce incapaz, já vem com uma habilidade que no decorrer da vida ele vai moldando, se vai conseguir desenvolvê-la já é outro problema, e que muitas vezes acabamos por culpá-lo por nossos caminhos infelizes, mas que na verdade ele como nosso Pai nunca quis.
Mas não quero chatear você meu grande companheiro de letras, porque o leitor também pertence às letras, e é neste ponto que gostaria de tocar, porque a escrita é um dom que admiro na pessoa, a capacidade de transformar pensamentos e emoções em palavras, eu não me considero um escritor, só um mísero ensaísta colocando às vezes palavras sem nexos na folha de papel, só para distrair a alma carregada de angústia, e na sorte achar um leitor paciente para ler o que escrevo.
Agora escrevo, e mesmo que sejam palavras vazias e que a você não dizem nada, meu caro leitor, mas para mim é a melhor coisa que acontece, pois é nestes pequenos e humildes textos que meus sonhos se concretizam, sejam eles na dor de uma possível perda ou no sonho de possuir a melhor pessoa, fruto de seu amor.
Ah, o amor, a inspiração máxima do poeta, ele é o elixir que embriaga a alma dele, ele se alimenta deste manjar e se impregna de sua essência, ele pode possuir, fazer amor, enfim, ele sonha o irreal, mesmo que sua vida não seja esta, mas seu amor ali é real, ali ele não sofre, pois sua deusa idealizada habita cada verso que escreve.
Você leitor pode até perguntar se esta idealização não é perigosa, não, não é, e digo com propriedade, isto esvazia às vezes o espírito desta angústia que incomoda, na obra de um poeta as coisas são perfeitas, até seu sofrimento diante da pessoa amada, porque como num passe de mágica você pode escutar um "eu te amo" mesmo que nunca tenha ouvido de sua amada real, você pode ter uma noite de amor intensa e cheia de opções, mas isto não é para qualquer um não, você tem que vestir a emoção em você, realmente sentir o momento como se ele estivesse acontecendo realmente, fazer o leitor sentir na pele o que está lendo.
Idealizar uma situação é criar outra que talvez esteja demorando para acontecer em sua vida, que no meu caso é encontrar o amor que sempre imaginei, então fujo para as poesias e me escondo em meus versos esperando que a pessoa que espero se reflita nela, se materializando, enquanto isso não acontece, estou aqui em desabafo a você meu grande amigo.


Alexandre Brussolo (02/10/2009)

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de ALEXANDRE BRUSSOLO:
A arte de amar (T2387) Autor(a):
A cada dia (T2178) Autor(a):
A cada dia (T2631) Autor(a):
A cada manhã (T1803) Autor(a):
A cada noite (T2004) Autor(a):
A Derrota (T175) Autor(a):
A dor da perda (T690) Autor(a):
A dor de um poeta (T799) Autor(a):
A Era da Incerteza (R30) Autor(a):
A Estrelinha (T443) Autor(a):
A força de Deus (T1585) Autor(a):
A Gafe (T200) Autor(a):
A história se repete (T552) Autor(a):
A Imagem de Deus (T1074) Autor(a):
A Janela (T617) Autor(a):
À luz de velas (T718) Autor(a):
À mercê (T2616) Autor(a):
À Minha Vó... (T202) Autor(a):
A outra metade (T2088) Autor(a):
A poesia de cada um (T2914) Autor(a):
A presença de Deus (T1699) Autor(a):
A Princesa (T1766) Autor(a):
A Princesa (T311) Autor(a):
À Procura do Caminho Certo (T25) Autor(a):
A saudade dói (T1747) Autor(a):
A seu lado (T2157) Autor(a):
À sua procura (T2214) Autor(a):
A tal felicidade (T2840) Autor(a):
A Taturana Ana (T238) Autor(a):
A teu lado (T1831) Autor(a):

Parceria:

Academia Gonçalense de Letras, Artes e Ciências.