SEDNAN MOURA

 -  - SEDNAN MOURA
Total Visualizações: 321639
Texto mais lido:
APLAUSOS - Total: 183
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 676
10 Autores mais recentes...
VERA SALVIANO
SANDRA TAÍS AMORIM DA CUNHA
GURU EVALD
ROBERT THOMAZ
MOISÉS ANTÓNIO
MAGO JAM
DURVALINA CASTOLDI
GILMAR GROSSINI
DEJANILDA DOS SANTOS BARBOSA MARQUEZINO
TATIANA ROZARIO
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 321639
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 101378
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 71198
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 9989
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 8404
247 VANESSA  SOARES
VANESSA SOARES
Total: 8356
375 WILLIAM PEREIRA DE MENDONÇA
WILLIAM PEREIRA DE MENDONÇA
Total: 7381
385 ANDRADE JORGE
ANDRADE JORGE
Total: 5947
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 5723
192 ALCINA MARIA SILVA AZEVEDO
ALCINA MARIA SILVA AZEVEDO
Total: 5002
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 14
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

I S A

Rio, 14/04/2008.

Inda me dói porque me deixaste,
Saíste! Que fiz para me abandonares assim?
As marcas do meu amor desprezaste!

Põe a mão e sente a chaga no meu lado
Apalpa meus pés e vê que foram furados
Umedece tua mão no sangue derramado,
Lembra como fui, por ti, vituperado:
A coroa na cabeça e os espinhos cravados.

Dá teu parecer sobre isso
E vê como foi alto o preço!

Junta os pedaços do meu sofrer...
E onde semelhante assim tens visto?
Sabe e entende quanto te mereço!
Único sacrifício fiz e por te querer,
Sou aquele que na morte te deu viver.

Se te voltares inda verás meus braços abertos
Lança todos teus cuidados sobre mim
E, volta ave rebelde, deixa teus desertos.
Unta tua alma do meu puro perfume
Tira de ti a rebeldia e esse azedume.
Já é tempo! Por que demoras tanto?
Estou esperando para te encher do Amor
Sabe amiga, eu te amo sem medida... E quanto!


SEDNAN MOURA
 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de SEDNAN MOURA:
(...) Autor(a):
(A)CHEI ROSA Autor(a):
...AO MAR Autor(a):
...E AGORA Autor(a):
...É FERA Autor(a):
01 (aldravia) Autor(a):
01 (PI) Autor(a):
02 (aldravia) Autor(a):
02 (PI) Autor(a):
03 (aldravia) Autor(a):
03 (PI) Autor(a):
04 (aldravia) Autor(a):
04 (PI) Autor(a):
05 (aldravia) Autor(a):
05 (PI) Autor(a):
06 (aldravia) Autor(a):
06 (PI) Autor(a):
07 (aldravia) Autor(a):
07 (PI) Autor(a):
08 (aldravia) Autor(a):
08 (PI) Autor(a):
09 (aldravia) Autor(a):
09 (PI) Autor(a):
10 (aldravia) Autor(a):
10 (PI) Autor(a):
100 (aldravia) Autor(a):
100 (PI) Autor(a):
101 (aldravia) Autor(a):
101 (PI) Autor(a):
102 (aldravia) Autor(a):

Parceria:

Academia Gonçalense de Letras, Artes e Ciências.