Amigos Recentes

1121 THALYA SANTOS622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO3 JÚLIO CÉSAR DE ALMEIDA VIDAL1 CLÁUDIO JOAQUIM DOS SANTOS BRAGA
Mais amigos...
Efuturo: Banner inicial para personalizar. 324

Clique aqui para Visitar a Sua Página Literária

Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

O CEGO DO VALONGO (13 DE MAIO)

O cego do Valongo
segue o rastro no piso azul
para entrar no metrô.
Não impeça a passagem.
O cego sem cão guia,
porque se libertou do cão,
segue com a bengala as marcas azuis da trilha.
Ele quer entrar no metrô e seguir.
O cego já esteve no século XIX,
no Cais do Valongo, na cidade do Rio
chegando nu da África;
já virou e revirou correntes,
mas hoje, contudo, desceu do ônibus,
negro, magro, de calças jeans, camiseta, bengala,
e quis seguir o azul do pavimento.
Não evite seu rumo,
porque o cego sabe onde está.
Ele consegue ser alegórico.
antes de entrar no vagão
e diz para os atônitos da plataforma:
“No mundo dos cegos,
o homem é um meio centauro
e os cavalos são a criação final.
Lindos!”


DO LIVRO: ADVERSOS E OUTROS MOMENTOS


Clique aqui para Visitar a Sua Página Literária



O CEGO DO VALONGO (13 DE MAIO)
O HOMEM DE NEANDERTAL
TRIÂNGULOS ATIVOS
OS GORDOS
TREZENTOS PAIS
ATERRISSAGENS
CERTAS ÓRFÃS
TERNO E GRAVATA
A SONDA AMERICANA VOYAGER I
AMOR AOS DOZE ANOS
  • Basta preencher um formulário e criar 3 jogos!
 

 

Jogos de Memória

Funciona somente no computador.

Meu Repositório de Materiais Pedagógicos

Funciona no computador, celular e tablet.
doc
ENSINO JOVENS E ADULTOS - ORIENTAÇÃO - LICENCIATURA USP

Chave: 209E9F2U6T7URO
Selecionar